terça-feira, 18 de março de 2014

Poesia: realidade ou fantasia?




E teve poesia no dia Nacional da Poesia!
A Turma 313 abriu o coração e soltou o verbo!


O Amor...

O Amor não tem explicação
Porque vem do coração.
O Amor não se acha, nem se procura
E muito menos tem cura.

O Amor não se conquista
Mas deixa alguma pista.
Para o Amor não tem distãncia
Basta ter confiança.

O Amor não tem remédio
Mas cura o seu tédio.
O Amor é tão bonito
Que dura o infinito.
(Camila, Sabrina, Matheus, Daniéli, Jéssica K, Denise, Natália e Christian)

Meu amor

Meu amor tanto por ti peço
Toda hora, todo dia, toda noite
No qual pranto parece indagar
Mas contudo ainda sigo perseverante.

Você insiste em não me escutar
Por dentro grito
Mas por fora não passa de um sussurro
Está me perdendo aos poucos.

Sonho durante os dias, durante as noites
Com o dia do nosso encontro
Mas o tempo passa, e quando me procurar
Posso estar no mesmo lugar...
[mas então acompanhado]
(Amanda, Uilson, Dany, Diego, Henrique, Rodrigo, Samanta e Wellinton)

País sem causa

Em um país cercado pela destruição
Todos procuramos uma direção
Alguns acreditam no que seus superiores são
Outros preferem acreditar na religião.

Procuramos uma direção para seguir
Mas nem todos encontram o caminho para sair
Difícil apontar os responsáveis pelas brincadeiras
Neste país  que só fazem besteiras.

Este mundo está repleto de maldade
Tudo culpa da sociedade
Este ano é ano de eleição
Faça sua parte, meu irmão!
(Agnes, Aline, Cléber, Diogo, Edimilson, Kathleen e Jéssica B.)

Remédio do Amor

Pensamentos enchem minha mente
Sentimentos inundam meu coração
E o sofrimento transforma minha alma
Você invade meus sonhos.

E para acalmar essa dor
Só com seu remédio do Amor
Para poder fazer brilhar
Um amor que nunca podia terminar.

Na vida
Podemos ter de tudo
Dinheiro, trabalho, amigos...
Mas o AMOR é tudo!
(Tatiane, Rafaela e Márlon)


14 de Março é Dia Nacional da Poesia no Brasil. 
A data foi criada em homenagem a Antônio Frederico de Castro Alves, poeta brasileiro nascido em 14 de março de 1847. Frederico de Castro Alves ficou conhecido como o poeta dos escravos por ter lutado arduamente pela abolição da escravatura no Brasil.
O Dia Nacional da Poesia é normalmente celebrado em bibliotecas, escolas e diversos outros espaços culturais, em eventos onde a declamação de poemas é normalmente privilegiada.


Forte abraço!
\0/
Profe. Cíntia Maciel
*Por favor, salvem a professorinha!

segunda-feira, 10 de março de 2014

Você me completa!

Quando a gente gosta
É claro que a gente...

Valeu, Turma 313!
Em meio muitos risos, as metades foram se completando!
Sai da aula com a certeza de que são verdadeiros poetas!

Confesso que também fiquei espantada
Quando vi meu bilhetinho
Assumir que "sou o zíper de uma calça"
Só por quem tenho muito carinho!
  
Alguns poemas produzidos pelos alunos:

Eu sou o músico da sua banda.
Eu sou a parte que lhe faltava.
Eu sou a pessoa que te completa.

E que desde sempre te amava.
(Sabrina Eberhardt)
Eu sou as estrelas do seu céu.
 Sou a constelação do seu luar. 
Sou alguém que te espera para poder te amar.
(Bruno Duarte) 

 Eu sou um caminhão sem areia
Mas eu sou a areia do seu caminhão.
(Wellinton Lima) 

"Te dou a cordenagem
Para sua locomoção
Querido peixe eu sou

A onda do seu coração. "
(Kathleen Araújo)

Óculos sem lentes é como olhar e não ver, 
meus olhos não podem mais deixar de te ver."  
(Camila Konrad) 

Quando lhe encontrei
Eu me completei
Formando uma dupla sem fim
(Matheus Nonnenmacher)

Achei a brincadeira muito engraçada,
Uma situação que me fez despertar o amor.
Desde que sai de casa
Já sabia que podia encontrar minha flor.
Pois um jardim sem flor
É um jardim sem cor.
E a partir de agora,
O meu coração está cheio de amor!
(Maicon Campos)

Essa brincadeira estava boa
Mas teve que acabar
Porque achei a azeitona da minha empada
Para minha vida alegrar.
 
(Agnes Leão)

Eu sou um pão sem manteiga, 
Eu sou a manteiga do seu pão. 
Sem você eu não vivo, minha irmã de coração!
 (Natália  e Maiara)

Eu sou uma saia sem elástico ,
Sem você falta um pedaço de mim,
Me sinto triste , carente enfim... 
Em você tenho meu porto seguro,
Meu chão, meu ar , meu tudo, 
Porque percebo que você é meu mundo!
(Tatiane) 

Rosas são vermelhas
Violetas são azuis
Profª não faça mais isso

Pelo amor de "Gesuis"!
(Edimilson Alves) 


Viver com calça é de grande valor social, 
Porém comentar sobre o zíper é anormal.
Me senti um pouco envergonhado, 
Mas foi muito engraçado. 
Tive sorte que o meu zíper é uma pessoa importante,
 Que abre e fecha meu conhecimento, não é interessante? 
(Henrique Rafael) 
 
 
* Atividade desenvolvida com base na dinâmica: VOCÊ ME COMPLETA, para trabalhar a diferença entre Poesia e Poema.

Forte abraço!
\0/
Profe. Cíntia Maciel
*Por favor, salvem a professorinha!

A todos e A todas



Olá, meus queridos!
Minha postagem de hoje é, na verdade, algo que me consome toda vez que eu ouço ou leio:
"Bom dia/ Boa tarde/ Boa noite A TODOS e A TODAS!"
Ora, a expressão no feminino (A TODAS) não está  totalmente errada, porém se faz desnecessária, uma vez que  A TODOS engloba a pluralidade de pessoas (homens e mulheres, portanto).

Calma! Eu explico: O masculino plural, em português, refere-se a todos os gêneros, não havendo a necessidade de repetir, por exemplo, "os alunos e as alunas", "os participantes e as participantes". 
Um discurso assim fica cansativo demais, chato, insuportável! 
É algo como o uso de pleonasmos: "Subi pra cima," "desci pra baixo", "hemorragia de sangue", "HOMEM SINCERO" (risos). Essas coisas!

ESCLARECENDO: Bom dia A TODOS é o suficiente, mas se quiser parecer mais chique e gentil, inicie seu discurso com um Bom dia (Boa tarde ou Boa noite) seguido de um belo sorriso. Afinal ser elegante é não maltratar a Língua Portuguesa! 

Forte abraço!
\0/
Profe. Cíntia Maciel
*Por favor, salvem a professorinha!

sábado, 8 de março de 2014

Poema X Poesia X Soneto

Embora muitos entendam que Poesia e Poema são a mesma coisa expressas em palavras diferentes, os dois termos não são sinônimos, mas estão interligados.
Poesia não é a mesma coisa que Poema, mas a Poesia está presente no Poema. Vou explicar melhor:
O dicionário Aurélio diz que:
  • Poesia – “Arte de criar imagens, de sugerir emoções por meio de uma linguagem em que se combinam sons, ritmos e significados.”
  • Poema – “Obra em verso ou não, em que há poesia.”
A poesia usa diversos recursos para expressar a linguagem de modo especial, diferente do normal, provocando diversos efeitos de sentido em quem recebe a mensagem. É responsável por dar vida e sentimentos às palavras contidas em determinada obra. É o sabor, imagens, emoções.
Esses vários recursos também incluem os recursos sonoros (ritmo, rima, aliteração etc.) e o uso da linguagem para sugerir imagens (metáforas, personificações etc.), entre outros.
Portanto, se o poema não tiver nenhum desses recursos citados acima ele não poderá ser chamado de poema.

Por fim, o soneto é um poema de forma fixa. Tem quatro estrofes, sendo que as duas primeiras se constituem de quatro versos, cada uma, os quartetos, e as duas últimas de três versos, cada uma, os tercetos. Todos eles têm dez sílabas poéticas, classificando-se como decassílabos. Os sonetos costumam ter uma estrutura semelhante. O texto começa com uma introdução, que apresenta o tema, seguida de um desenvolvimento das ideias e termina com uma conclusão, que aparece no último terceto. Essa é, em geral, a estrofe decodificadora de seu significado. 


 Fonte: Livros e Afins

Tudo depende a que estamos nos referindo, claro. O dicionário vai bem numa hora dessas, ele diz que poema é a composição poética, a obra literária; enquanto a poesia é justamente a arte, a inspiração divina que tanto nos falta em algumas ocasiões.  Por analogia (e essa vai ser bem brega, preparem-se), teríamos que você é a poesia, e a sua história é o poema, a estrutura em versos que expressa a essência. Um escritor pode escrever poesia em forma de prosa, e um pintor em seus quadros.

Forte abraço!
\0/
Profe. Cíntia Maciel
*Por favor, salvem a professorinha!

Denotação X Conotação

Exemplos de frases denotativas: 

Na Denotação, temos o significado exato da palavra, o do dicionário, que esclarece o objetivo do texto.  Todas as palavras dizem seu significado comum, não é preciso uma reflexão, ganhando assim o nome de significado denotativo.

Ex.: O cachorro é o melhor amigo do homem.
Ex.: O sol brilha.

Exemplos de palavras conotativas:
Na Conotação, as palavras têm um significado especial figurado.

Ex.: Rolou pelo rosto dela uma chuva de lágrimas.
Ex.: Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura.


Forte abraço!
\0/
Profe. Cíntia Maciel
*Por favor, salvem a professorinha!

Texto Literário e Texto não Literário



Fonte: Literatura e Redação em Foco

Exemplos de textos não literários são: notícias e reportagens jornalísticas, textos de livros didáticos de História, Geografia, Ciências, textos científicos em geral, receitas culinárias, bulas de remédio.
 
Exemplos de textos literários são: poemas, romances literários, contos, novelas. 

Forte abraço!
\0/
Profe. Cíntia Maciel
*Por favor, salvem a professorinha!

O que é Literatura?

Literatura é uma palavra com origem no termo em latim littera, que significa letra. A literatura remete para um conjunto de habilidades de ler e escrever de forma correta. Existem diversas definições e tipos de literatura, pode ser uma arte, uma profissão, um conjunto de produções, e etc.
Literatura é a arte de criar e compor textos, e existem diversos tipos de produções literárias, como poesia, prosa, literatura de ficção, literatura de romance, literatura médica, literatura técnica, literatura portuguesa, literatura popular, literatura de cordel e etc. A literatura também pode ser um conjunto de textos escritos, sejam eles de um país, de uma personalidade, de uma época, e etc.
O conceito de literatura tem sido alterado com o passar dos tempos, havendo alterações semânticas bastante relevantes. Para alguns povos latinos, a literatura tinha um teor subjetivo, representando o conhecimento dos letrados. Neste caso, a literatura não era contemplada como objeto do conhecimento, que pode ser estudado. Os povos de língua românica, inglesa e alemã não lhe alteraram o sentido, alteração que só aconteceu na segunda metade do século XVIII, quando o termo passou a designar o objeto de estudo, a produção literária, a condição dos profissionais, etc.
A literatura apresenta diverso gêneros, que agradam vários gostos e que são direcionados públicos diferentes, como por exemplo, a literatura de cordel, literatura infantil, etc.
Literatura também é uma disciplina no âmbito escolar, onde os indivíduos estudam diversos autores e suas obras, suas contribuições para a literatura brasileira, normalmente, e temas como a literatura portuguesa e a literatura barroca também estão presentes, além do colégio, em provas de vestibular.

Literatura e romantismo

A expansão do romantismo deu lugar a um entusiasmo historicista que duraria do século XIX e grande parte do século XX. Nesta altura, Goethe criou a expressão "literatura universal", que expressa a compilação das melhores obras literárias de significação que vai além das condições nacionais.
Esta época foi caracterizada por grandes avanços na área da literatura, mais concretamente na filologia, linguística comparada e no historicismo.

Fonte: Significados 

Forte abraço!
\0/
Profe. Cíntia Maciel
*Por favor, salvem a professorinha!